COLISÃO: Comerciante de 40 anos morre em acidente de moto próximo a ST

6 de julho de 2013
Por

Uma comerciante de 40 anos morreu num acidente de trânsito no município de São José do Egito, a 124 km de Serra Talhada, nessa sexta-feira (5). Segundo informações policiais, o acidente ocorreu na Avenida 25 de Agosto, no Centro da cidade, vitimando Maria Aparecida Silva do Nascimento, que era casada. Chegando ao local, o policiamento avistou na pista de rolamento o corpo da comerciante já sem sinais vitais. A vítima pilotava uma motocicleta Honda POP 100.

Cada vez mais crescem as ocorrências de trânsito envolvendo motocicletas nos municípios do Sertão do Pajeú. Infelizmente, na maioria dos acidentes, as vítimas acabam sendo fatais. No caso da comerciante, segundo testemunhas, Maria Aparecida conduzia a motocicleta no sentido Centro da cidade, quando teria batido no canteiro central da via e, em seguida, colidido em cheio com um caminhão-tanque.

FIQUE POR DENTRO

Só no final do ano passado, a Polícia Militar  apreendeu 74 motocicletas em situação irregular em Serra Talhada e região. A fiscalização, deflagrada pela Diretoria do Interior (Dinter II) em nove municípios em parceria com a XI Geres (Gerência Regional de Saúde), identificou que as principais causas de apreensões são por documentações atrasadas e falta de habilitação (CNH). Também foram identificadas adulterações de chassis.

Em 2011, a Capital do Xaxado registrou 1.860 acidentes de trânsito com motociclistas. A média do Hospital Regional Agamenon Magalhães (Hospam) é de 100 acidentes por mês, com três casos por dia, segundo dados do departamento de registro do Hospam. Os números tendem a crescer quando soma-se aos registros de outros hospitais da cidade.

FAROL com informações e foto do Blog de Ranilson Clebson

Uma resposta a COLISÃO: Comerciante de 40 anos morre em acidente de moto próximo a ST

  1. GAME OVER on 8 de julho de 2013 às 9:03

    Arranhões, ausência de estacionamentos, BOs, interrupções na via. Esses são os grandes problemas enfrentados diariamente em Serra Talhada todos os dias por condutores e transeuntes. Não falo como condutor de veículo automotor, falo como vítima desses “DONOS-DA-VIA” que danificaram meu veículo. É mais que urgente alguém competente dirimir este conflito. A quem compete esse problema? Ministério Público ou Município? não importa a competência, o que nós queremos é solução. Por isso, é preciso encontrar um espaço destinado a esse fim. SOLUÇÃO : Por que não ESTAÇÃO EM SERRA TALHADA?

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *